Nobreak

Você já deve ter ouvido bastante esse nome, mas sabe diferenciar um nobreak de um estabilizador de filtro de linha? 

O filtro de linha e o estabilizador são equipamentos com funções próximas de um nobreak, no entanto, o nobreak costuma ser mais completo e capaz de fornecer energia em casos de apagões. No artigo de hoje iremos falar sobre a diferença de cada um deles e os benefícios do nobreak e como ele auxilia no sistema de controle de acesso.

Locais com gerador:

  • Um sistema eletrônico montado em um local que possua gerador, todos os equipamentos devem estar ligados a um nobreak, pois assim, quando há interrupção do fornecimentos de energia, é o nobreak que mantém os equipamentos em funcionamento, até que o gerador assuma sua função de fornecer a energia. Deste modo, nenhum dos eletrônicos irá desligar com queda ou até mesmo oscilação da energia elétrica. Mas é preciso atentar-se para a utilização correta do nobreak e do tipo ideal que será colocado, fazendo necessária a soma do consumo de energia dos equipamentos ligados a ele e cada tipo de situação.

 

 Locais sem gerador e com queda de energia constante:

  • Já num ambiente onde não seja utilizado gerador, mas encontre problemas constante de energia, recomenda-se o uso do estabilizador. Ele tem a função justamente de regular a passagem de energia elétrica para os aparelhos, conservando os equipamentos e aumentando sua vida útil, mesmo em uma queda de energia os equipamentos irão desligar com segurança.

 

Locais com energia estabilizada:

  • Se você não possui um nobreak, mas tem uma rede de energia elétrica bem estabilizada, um simples filtro de linha já é o suficiente para proteger os aparelhos das descargas elétricas. Esse sistema possui um fusível, que ao detectar o aumento brusco de energia, ele se rompe, interrompendo o fluxo de energia e protegendo os sistemas das descargas.

 

É importante salientar, que quando se trata do controle de acesso de um ambiente residencial ou comercial, é de extrema importância que o nobreak cumpra sua função para que o local não perca a proteção na entrada e saída de pessoas.

Ele possui duas funções: condicionar a energia e oferecer autonomia aos aparelhos eletrônicos para que funcionem mesmo sem energia. E, nesse caso específico, na contenção de energia ele pode suportar o funcionamento por 2 ou 3 horas dos controles de acesso, permitindo que os aparelhos não sejam danificados e principalmente, que não interrompa seu funcionamento, para manter a segurança do local. 

O ideal é sempre consultar um especialista na escolha do modelo correto, para que o sistema funcione pelo período desejado. 

 

Quanto tempo dura?

  • Lembrando sempre, que é fundamental acompanhar a periodicidade desses 3 aparelhos citados. Todos eles possuem prazo de validade e devem ser substituídos antes do vencimentos, para que não tenham suas funções comprometidas. O nobreak por exemplo, tem uma bateria interna que dura por volta de 17 meses, sendo necessária a troca antes do período crítico do vencimento para evitar que ela se rompa, dando perda total no aparelho. Já no caso dos estabilizadores, a troca do fusível interno é recomendada a cada ano.

 

Desta forma, ao adquirir qualquer um dos equipamentos acima, consulte sempre profissionais especializados, e se for adequar eles à utilização de controles de acesso e CFTV, conte com a locação desses sistemas que a Locatronic oferece! 

 

Foi muito bom recebê-lo aqui em nosso blog, espaço que utilizamos para abordar temas relacionados ao nosso principal universo. A nossa intenção é orientar sobre as questões técnicas, possibilitando uma escolha responsável do serviço, e maior probabilidade de satisfação com o resultado!

Para mais artigos, clique aqui.

Muito obrigado e boa semana!